• Postado por Tiago

PAGINA-8-BASE-g---chuva-e-vento-em-BC,-camboriu-e-itapema---posto-do-braço-3

Placa despencou e postinho ficou alagado

A ventania braba e a chuvarada que lavaram a região na madrugada de ontem deixaram uma bagunça na região. Em Camboriú e Itapema, algumas casas foram destelhadas. Nem o postinho de saúde do Braço, na cidade da pedra, resistiu à força do vento e teve telhas e uma placa arrancadas. Em Balneário Camboriú uma antena parabólica quase despencou de um prédio.

Na cidade da pedra o posto de saúde da afastada estrada geral do Braço amanheceu destelhado. Uma fileira inteira de telhas foi arrancada pela força do vento e deixou que água da chuva lavasse o postinho por dentro. Uma placa de identificação também foi arrancada. O preju tá avaliado em R$ 1 mil.

No bairro São Francisco de Assis, o popular Barranco, quem levou o maior preju foi uma família da rua São Bonifácio. Metade da casa teve as telhas arrancadas pela força do vento. Por sorte, a baiuca tinha laje e nem a ventania e nem o aguaceiro entraram na residência.

Com o toró brabo, algumas localidades de Camboriú ficaram sem luz. O loteamento Santa Regina e o Barranco ficaram na escuridão no meio da madrugada e só tiveram o abastecimento normalizado na manhã de ontem.

Em Itapema a situação não foi muito diferente. Várias casas do bairro Várzea tiveram as telhas levantadas pela ação do vento. O povão acordou cedinho pra arrumar os estragos e nem avisou das tretas pra defesa civil. No bairro Meia Praia foram registradas ainda quedas de árvores e de placas de sinalização. Como faltou luz na madrugada, um computador da delegacia de polícia queimou e alguns telefones ficaram com problema na linha durante todo o dia.

Em Balneário a situação foi mais mais tranquila. O integrante da defesa civil do município, Nilson Probst, garante que não foi registrado nada na city. O único trampo ficou nas costas dos bombeiros que foram fazer o ?resgate? de uma antena parabólica que quase despencou do alto do edifício da esquina da rua 2480 com a avenida Brasil. Moradores do prédio acordaram assustados ao ver que a ventania arrancou a geringonça e deixou ela pendurada por um fio há três andares da chón. Os telefones do batalhão da polícia militar, na Maravilha do Atlântico, ficaram mudos.

  •  

Deixe uma Resposta