• Postado por Tiago

INTERNA-8-ABRE---vereador-de-balneario---dao-CAPA-ABRE---koeddermann1

Tucano achou um abuso a grana gasta pela Emasa

O vereador Dão Koeddermann (PSDB) acusa a empresa municipal de água e saneamento da Maravilha do Atlântico (Emasa) de ter mandado mais de R$ 33 mil dos cofrinhos públicos pelo ralo. A grana teria sido usada pra pagar a organização de uma festoca, feita pra marcar a assinatura da ordem de serviço da nova estação de esgoto na city. O mandachuva da Emasa, Ney Clivatti, diz que não sabe de onde o edil tirou esse número. Mas admite ter gasto a metade disso no cerimonial, que teve telão e cafezinho pros puxa-sacos de plantão.

O caso veio à tona depois que o tucano Dão fez um requerimento na câmara pra que a Emasa informasse tudo o que gastou com publicidade este ano. Ele diz que tomou um susto quando viu a grana alta que foi gasta no festerê. ?Pra minha surpresa, apareceu que foram gastos R$ 33 mil no evento. Achei uma sacanagem. Onde já se viu contratar empresa pra festejar ordem de serviço??, lasca o vereador.

Ele completa cutucando a onça com vara curta e acusa os bagrões da Emasa de fazerem propaganda de um projeto do governo passado. ?A licitação foi toda feita no ano passado, época do Rubens Spernau (PSDB). Protelaram a data da ordem de serviço pra se promoverem com dinheiro público?, carcou.

O festerê rolou no dia 14 de junho, no pavilhão de eventos da Santur. O assessor de imprensa da Emasa, Alexandre Velame, diz que o local foi escolhido pra que o pessoal que mora no bairro Nova Esperança e sofre com a fedentina das lagoas de tratamento também pudesse participar.

Quem organizou a solenidade foi uma empresa de Itajaí, a Obregon eventos. Mas o chefão da Emasa garante que a organizadora não levou a bolada que alardeia o vereador. ?O custo foi de R$ 16,5 mil. Era um evento pra comunidade?, justifica.

Questionado sobre o que acha da denúncia de Dão sobre os gastos, Ney contra-ataca. ?A câmara tá cumprindo seu papel de fiscalizar. Mas poderíamos procurar saber também quanto o PSDB gastou em foguetes no ano passado?, soltou.

O mandachuva garante que não quis comemorar obra do governo passado. ?Recebemos a licitação pronta e fizemos as nossas adaptações. A obra não é do governo passado e nem desse, a obra é da comunidade?, disse.

Batalha continua

Intisicado, Dão protocolou na câmara um novo requerimento ao prefeito Periquito pra pedinchar explicações sobre os gastos com o auê. Ele diz que se ficar comprovado que a gastança foi exagerada, vai dedurar a história pro ministério público.

  •  

Deixe uma Resposta