• Postado por Tiago

O vereador Rodrigo Costa (PSDB), o Bolinha, acusa a prefa de Itapema de estar consertando os estragos que a empresa Águas de Itapema, que é concessionária do serviço de água e esgoto, andou fazendo nas ruas da city. Tudo sem cobrar um tostão. Pelas contas do edil, o município já gastou R$ 15 mil arrumando as lambanças. Mas o mandachuva do departamento de regulação e controle da prefa reconhece que o rombo foi ainda maior.

Bolinha diz que o problema já se arrasta desde o início do ano, quando a Águas de Itapema começou a quebrar as ruas da Meia Praia pra instalar a tubulação de esgoto. “A concessionária teria que deixar a rua em perfeitas condições, mas não é o que acontece”, cutuca o vereador.

Ele deu um bizu nos papélis da prefa e calculou que foram gastos 15 mil reales pra recolocar piso e lajotas em mais de 1,9 mil metros quadrados de estragos. “A prefeitura faz os reparos e não fiscaliza a Águas de Itapema, como deveria fazer. Me parece negligência e conivência com a empresa”, carcou o tucano, que adiantou que vai fazer um pedincho ao prefeito Sabino Bussanello (PT), pra poder bizolhar todas as contas bem de pertinho.

Toma lá, dá cá

O chefão do setor de regulação e controle da prefa, que é responsável pelas concessões, Adilson Maquiaveli, diz que o município já gastou bem mais que os R$ 15 mil pra consertar as ruas que a Águas de Itapema detonou. “Não tenho o valor exato, mas foi muito mais que isso”, reconheceu.

Ele disse que a empresa concessionária, quando faz um serviço pra prefa, manda a conta. E a ideia da prefa é fazer o mesmo com a empresa. Mas pra que a proposta funcione, ainda vai ser preciso botar os pingos nos is. “Ainda não foi definido como será esse procedimento”, disse Adilson.

O problema é que a prefa pede que a empresa pague uma cota de imposto sobre serviços (ISS) e o abobrão diz que, em troca, a Águas de Itapema quer começar a cobrar a conta de água e esgoto dos prédios públicos. “Isso deverá ser discutido com a câmara em breve”, informou. No início da noite de ontem, a assessoria de imprensa da Águas de Itapema não quis comentar o caso.

  •  

Deixe uma Resposta