• Postado por Tiago

O demonstrativo de faturamento da empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (Emasa) deixou o vereador José Hannibal (PP) com a pulga atrás da orelha. O edil acha estranho que, apesar dos barnabés viverem instalando novos hidrômetros pela city, a autarquia tá ganhando menos dindim a cada mês. Desconfiado, ele resolveu pedinchar os relatórios de faturamento de 2007 e 2008 e promete comparar os números pra descobrir se tem alguma coisa errada.

Hannibal diz que, pelo relatório da Emasa, em junho deste ano, por exemplo, a empresa arrecadou R$ 3,11 milhões. Em julho, foram 12 mil reales a menos. No mês de agosto o valor subiu pra R$ 3,3 milhões, por conta das férias de julho, em que a Maravilha do Atlântico recebeu a visita da turistada. Mas, em setembro, o valor baixou pra R$ 3 milhões.

No mesmo período, foram realizadas 115 novas ligações de hidrômetros. “Se teve novas ligações, não há possibilidade de baixar o consumo. Teria que aumentar”, acredita o vereador. Ele comentou que já teve um plá a respeito com o mandachuva da Emasa e secretário de Planejamento nas horas vagas, Nei Clivatti. “O Nei me garantiu que o faturamento aumentou em relação ao ano passado. Então não faz sentido”, lascou.

Hannibal, que foi barnabé da Casan por 25 anos, acha que tá rolando algo errado. “Pode ser que tenha hidrômetros com problema ou perda de água. Temos que fazer uma análise geral pra podermos dizer o que tá acontecendo”, disse.

Na sessão da câmara de ontem à noite, ele carcou um requerimento pra que a Emasa mande relatórios da dinheirama recebida dos consumidores nos dois anos anteriores. “Vamos comparar mês a mês pra verificar se também houve essa queda”, avisou.

Nada errado

Mas o chefão da Emasa garante que não tem nada de errado na redução da grana arrecadada pela empresa todo mês. “Não dá pra comparar os meses de um mesmo ano. Janeiro sempre vai ter um faturamento maior por causa da temporada. Em fevereiro reduz porque o mês tem menos dias. Março reduz mais ainda pela queda no movimento, e por aí vai”, diz.

Nei confirmou que foram feitas novas ligações de água na região da Quarta avenida, no bairro dos Estados e no Ariribá nos últimos meses, mas diz que não chegam a fazer muita diferença. Mesmo assim, afirma que a autarquia tá fazendo mais dindim se comparados os números de 2009 com os do ano passado. “São em média R$ 100 mil a mais todo mês”, lascou.

O mandachuva jura que não ficou chateado com a bizolhada do vereador. “Ele tem direito de fiscalizar, e nós de fornecer os dados, que são públicos”, lembrou.

  •  

Deixe uma Resposta