• Postado por Tiago

Um vereador de Cuiabá (MT), que perdeu o cargo por falta de decoro depois de ter sido pego no flagra, fazendo programa com um travesti dimenor, tá sendo procurado pela dona justa de Balneário Camboriú. O cara foi grampeado quando dirigia bebaço pelas ruas da city e acabou denunciado pelo ministério público. Só que na hora de ser julgado, siscafedeu. Como ninguém sabe seu paradeiro, o processo tá suspenso.

A bronca rolou no dia 13 de janeiro de 2006. Na época, Ralf Rodrigo Viegas da Siva, 25 anos, que é soldado licenciado dos bombeiros, foi pego no pulo pelos policiais da Maravilha do Atlântico, quando dirigia seu possante mais bêbado que um gambá. Ele acabou guentado em flagrante.

O ministério público ofereceu denúncia criminal contra o cara, que fez boquinha de siri, e não se manifestou em nenhum momento do processo. Como a dona justa catarina não conseguia encontrar Ralf no endereço que ele informou à puliça, no dia 23 de agosto de 2007 seu nome foi colocado num edital, chamando o cara pra sisplicar numa audiência que tava pra rolar cinco dias depois.

O traste fez pouco caso da acusação e não deu as caras no fórum. Dois meses depois, a dona justa decidiu suspender o processo até que Ralf seja encontrado. Com a suspensão, a treta não segue o andamento normal, em que os crimes prescrevem depois de algum tempo. A ação fica guardada, em banho-maria, até que Ralf pinte na área pra sisplicar.

Coisa feia

O cara, que provou que não é flor que se cheire, foi eleito vereador em Cuiabá pelo PRTB, nas últimas eleições. Mas o oba-oba de Ralf na casa do povo não durou muito tempo. No dia seis de fevereiro, ele foi flagrado por meganhas com as calças na mão, no local chamado de Zero-Quilômetro, onde ficam as zonas da cidade de Várzea Grande.

Ralf tava dentro de seu possante, uma Pajero chiquetosa, acompanhado de um travequinho dimenor que atende pelo nome de Rafaela. O vereador pagou 30 pilas pra ganhar um boquete da mini-biba. Apavorado por ter sido pego com a boca na botija, Ralf xingou os puliças de tudo quanto é nome feio e acabou em cana por desacato e sem-vergonhice.

  •  

Deixe uma Resposta