• Postado por Tiago

Na última sessão da câmara de vereadores de Navega, o vereador Marquinhos (PT) fez uma indicação pedindo a contratação de um médico obstetra para atender as gestantes da city. Parece que o vereador não conferiu muito bem a reclamação feita por três mulheres do bairro São Paulo. O hospital ficou um mês sem o serviço de obstetrícia, mas há uma semana voltou a funcionar normalmente. O período em que a mulherada teve que ser encaminhada pra outras cidades foi durante a reforma do local.

Segundo Marquinhos, há duas semanas uma mamãe do bairro São Paulo foi encaminhada em trabalho de parto a Camboriú pra ter o nenê. Outras três mulheres já tinham batido um plá com o vereador sobre esta situação. O edil então resolveu botar a boca no mundo sem antes verificar se o pedincho tava atualizado.

Segundo a superintendente do hospital, Leandra Bianchi, o centro de obstetrícia ficou um mês parado. O local foi ampliado e ganhou uma nova pintura. Durante este tempo, as futuras mamães foram transferidas para hospitais da região. O serviço voltou a funcionar na semana passada. Os médicos obstetras, que ficavam em casa em regime de sobreaviso, agora passarão a fazer plantão no hospital.

Acompanhamento feito todo na city

A secretaria municipal de saúde também dá apoio às mamães e faz acompanhamento de gestação de risco. Segundo o chefe do centro de referência da saúde da mulher, Leonardo Vianna, Navega tem uma equipe multidisciplinar no centro para as mulheres com gravidez de risco. Um médico obstetra, um fisioterapeuta e um psicólogo atendem as mamis.

  •  

Deixe uma Resposta