• Postado por Tiago

A cidade que mais cresce na região da Grande Floripa cresce em número de habitantes, de emprego, de indústrias, mas também em criminalidade. Problema grave e de difícil solução, pois há apenas uma delegacia no município de Palhoça para atender cerca de 130 mil habitantes. 

“Uma situação no mínimo preocupante”, afirma o presidente da Câmara de Vereadores, Nazareno Martins (DEM), que na sessão de segunda-feira, 18, apresentou requerimento solicitando a construção de três novas delegacias, entre elas, uma delegacia da mulher, infância e juventude. O requerimento foi encaminhado ao secretário de Segurança do Estado, Ronaldo Benedet. 

Segundo o vereador, este pedincho é uma reivindicação antiga. “Na legislatura passada encaminhei outros requerimentos e nada foi feito. É imprescindível uma ação, pois diversos crimes ficam impunes por falta de estrutura adequada”. 

A situação tá tão cabulosa que em fevereiro deste ano uma medida liminar foi concedida pelo Juiz de Direito Vilmar Cardoso, da 1ª Vara Cível da Comarca de Palhoça, determinando que no prazo de 10 dias, a Delegacia de Polícia de Palhoça só poderia abrigar três presos em sua cela. Mas os dedo-duros contaram que no ano passado a mesma cela, com 9 m², chegou a abrigar 20 presos. 

“Para se ter uma ideia, o município de Santo Amaro da Imperatriz possui cerca de 20 mil habitantes e tem uma delegacia. São José, com quase 200 mil, tem três. Não resolveremos o problema da violência no município sem esta estrutura”, finalizou o vereador pedinchão.

  •  

Deixe uma Resposta