• Postado por Tiago

Não caiu bem entre os vereadores de Navegantes a proposta do governador Luiz Henrique (PMDB) de cobrar pedágio na Via Portuária por meio de uma parceria com uma empresa privada, como forma de solucionar o perrengue da obra. “É uma proposta inviável. Sou completamente contra a cobrança de pedágio”, opinou o vereador Evandro Argenton (PSDB).

O vereador Lino Bento (PMDB), que protagoniza grandes embates com Argenton na Câmara dengo-dengo, desta vez concordou com o adversário. “Eu acho, no mínimo, um absurdo. O governador falou que houve demora na desapropriação, mas a demora maior foi na assinatura do convênio e no repasse dos recursos, que vieram em duas ou três parcelas”, lembrou Lino, que é irmão do ex-prefeito Moacir Bento, o Ci (PMDB), que comandava a cidade quando da assinatura da papelada.

Outro que debulhou a ideia do Luiz Henrique foi o vereador Marquinhos (PT). “É um absurdo. Esse pedágio seria somente para caminhão? E os moradores de Navegantes, também terão que pagar todo dia? Pode ser criado um problema ainda maior, isto nos preocupa. Neste momento, acho a proposta do governador absurda”, lascou o petista.

  •  

Deixe uma Resposta