• Postado por Tiago

INTERNA-9-BASE-sessao-da-camara-de-itapema---GILIARD-REIS--foto-felipe-vt-(1)

Giliard Reis: ?Iríamos causar prejuízos muito maiores?

Os vereadores de Itapema tiveram que botar o rabinho entre as pernas e revogar a lei que exigia a permanência de um guardinha armado nos caixas-eletrônicos da city. A decisão de voltar atrás veio depois que os bambambãs da Federação Nacional dos Bancos (Febraban) avisaram que caso os edis insistissem na ideia, as maquininhas que cospem grana fechariam durante a noite e nos finais de semana, e o povão não teria onde sacar dindim.

A lei, aprovada pelos edis em junho, já tinha recebido um canetaço do prefeito Sabino Bussanello (PT), e teria que ser colocada em prática até o dia 2 de setembro. Só que os vereadores receberam uma visitinha surpresa dos diretores da Febraban, que não tavam a fim de negociar e acabaram com a brincadeira.

Os todo-poderosos avisaram que a ideia bate de frente com uma lei federal, que não deixa que os guardinhas circulem armados fora da área dos bancos. Por conta disso, lascaram um ultimato pros vereadores e disseram que se a proposta continuasse valendo, fechariam os caixas-eletrônicos sempre que não tivesse nenhum funcionário dentro das agências, depois das 17h e nos finais de semana.

Não teve remédio

Foi o cabeça do projeto, vereador Giliard Reis (PMDB), quem pedinchou a revogação da lei na câmara, na sessão da casa do povo de terça-feira à noite. Ele disse que tava pensando na segurança quando fez a proposta, mas decidiu voltar atrás depois que viu que ia sobrar pro povão. ?Iríamos causar prejuízos muito maiores?, lascou.

A revogação foi votada em regime de urgência, e aprovada por todos os edis, depois de muito falatório. O vereador Rodrigo Costa, o Bolinha (PSDB), arrematou o blablablá carcando que a culpa vai ser da Febraban se alguém for vítima da bandidagem nos caixas eletrônicos. ?Espero que jamais venha a acontecer um crime quando uma pessoa estiver usando o caixa eletrônico. Quero ver a resposta que a Febraban vai dar?, soltou.

  •  

Deixe uma Resposta