• Postado por Tiago

CAPA-LATERAL-portuarios-protestam-na-camara-fora-amilcar-(13)

Níkolas diz que projeto prioriza a questão da infraestrutura

Três vereadores peixeiros tiveram uma ideia de gênio tirada sabe-se lá de onde. Níkolas Reis (PT), Paulinho Amândio (PDT) e Maurílio Moraes (PDT) ? a tropa do Bloco de Organização Política e Estratégica (Bope) ?, são autores do projeto de lei que cria a agenda política comum, que escolheu 10 prioridades pra serem discutidas e resolvidas entre executivo e legislativo no prazo máximo de um ano. Só que na listinha de perrengues da city escolhidos pelos vereadores, saúde e educação não passam nem perto.

As 10 prioridades dos vereadores da oposição constam na seguinte ordem no projeto: reconstrução do porto, segurança pública, vias marginais à BR-101, vias marginais à Antonio Heil e Jorge Lacerda, duplicação da SC-470, duplicação da rodovia Antonio Heil, malha cicloviária, via portuária, viaduto no cruzamento da rua José Pereira Liberato e acesso à Univali. A exclusão da saúde e educação tem explicação pra Níkolas Reis. O petista diz que foram abordadas mais as questões da infraestrutura peixeira.

O vereador Níkolas já deu entrada na câmara no projeto da agenda política comum e garantiu que mesmo assim, a ideia ainda comporta mudanças. ?Eu vou encaminhar o projeto pra OAB, intersindical, sindicatos e associações. Se eles acharem que precisamos retirar e incluir alguma outra prioridade, isso será discutido e feito. A intenção da agenda é unir forças pra resolver problemas?, disse o petista, que espera levar o projeto pra votação na casa do povo no prazo de um mês.

Níkolas esclareceu que a criação da agenda política comum surgiu depois de uma conversa com um empresário peixeiro, que questionou a divisão de forças entre a prefa, vereadores e entidades da city. ?A gente percebeu a necessidade da luta comum, porque fica cada um de um lado lutando pelo seu interesse. Nós queremos a cada ano elencar prioridades que devem e precisam ser resolvidas no prazo de 12 meses?, falou o petista.

  •  

Deixe uma Resposta