• Postado por Tiago

GERAL-9-ABRE-vereador-de-balneario---dao-koeddermann

Dão: ?Acho que ela [a guarda] é votada terça, mesmo contra a minha vontade?

A novela mexicana e dramática da guarda municipal armada de Balneário Camboriú deve ganhar mais um capítulo. Depois de ir e voltar trocentas vezes pra casa do povo, os vereadores prometem votar o projeto de implantação dos guardinhas na Maravilha do Atlântico Sul na sessão de terça-feira. Mas a oposição promete botar um pouco mais de pimenta na história.

A galera da oposição se reuniu na quinta-feira com o articulador político do governo, Marcos Weisshemer, pra discutir dinovo o plano. Depois de tanto blablablá, prometeram não enrolar mais e votar o projeto que rola na câmara desde maio. ?Se não houver nenhuma objeção a todas as emendas que forem apresentadas, acho que ela é votada terça, mesmo contra a minha vontade. Acho que no momento poderíamos discutir a questão do hospital que está parado?, lascou o vereador líder da oposição, Dão Koeddermann (PSDB).

Dão conta que as emendas tratam sobre o delimitador de guardas contratados. Pelo plano inicial, a prefa abriria vaga pra 200 guardinhas, mas chamaria 60 na primeira leva. ?Se é pra fazer o troço acontecer, então vamos fazer. Não adianta colocar 60 guardas que não vai resolver o problema?, palpitou.

Outra mudança seria que a guarda municipal deverá trampar separada dos guardinhas de trânsito e só dois terços dos fardados poderão andar armados pra evitar uma desgraceira. Os guardas também não poderão levar o trabuco pra casa.

Quem não participou da reunião foi o recém empossado líder da situação na câmara, Claudir Maciel (PPS), que já defende o projeto com unhas e dentes, mas está receoso que os coleguinhas da casa do povo possam arrumar desculpas pra atrasar a votação mais uma vez. ?Qualquer contribuição é bem vinda, desde que não venha pra engessar o projeto?, lascou. Se passar pela primeira etapa, o projeto da guarda terá que ser aprovado também numa nova votação que ainda não tem data pra rolar.

?Qualquer contribuição é bem vinda, desde que não venha pra engessar o projeto?

Claudir Maciel (PPS)

?Acho que no momento poderíamos discutir a questão do hospital que está parado?

Dão Koeddermann (PSDB)

  •  

Deixe uma Resposta