• Postado por Tiago
Turma GLBTS teve na Câmara pra pressionar vereadores a votar a favor do projeto

Turma GLBTS teve na Câmara pra pressionar vereadores a votar a favor do projeto

Os vereadores da capital deram um baita passo contra a discriminação sexual na noite de quarta-feira, quando aprovaram por unanimidade o projeto de lei 13.628, que pune o preconceito contra gays, lésbicas, travestis e transexuais. O projeto agora precisa ser sancionado pelo prefeito Dário Berger (PMDB), que promete canetear o papel durante a quarta edição da Parada da Diversidade, que rola domingo, em Floripa.

?Vamos ter algo para comemorar e não só para lutar. Esta lei não nos dá direito a nada. Só nos dá direito de sermos iguais a todos?, afirma o vereador Tiago Silva (PPS), autor do projeto e defensor da turma do arco-íris.

A nova lei prevê que as pessoas que praticarem atos de discriminação ou qualquer outro atentado aos direitos e garantias fundamentais de qualquer pessoa podem ser advertidas e multadas entre 150 e 450 UFIR.

?E se essa pessoa tiver contrato, convênio ou qualquer ligação com os órgãos municipais, poderá ter a licença pra funcionamento por um mês e até mesmo a cassação da licença para funcionamento?, conta Tiago, que afirma que é comum gays e lésbicas serem advertidos em restaurantes e outros lugares na capital.

Leia na edição de amanhã do DIARINHO como foi a votação na Leleia.

  •  

Deixe uma Resposta