• Postado por Tiago

INTERNA_12_-descontos-vigilante__-nicanor 

A vigilante Janaina Rodrigues de Oliveira, 27 anos, tá cansada da vida de nômade que anda tendo no trabalho na Orsegups, de Itajaí. Em pouco mais de cinco meses, já foi trocada de posto de serviço oito vezes pelos chefões da empresa. Diz que a bagunça tá tanta, que no dia 14 de junho trabalhou com mais duas pessoas no mesmo local. Além disso, diz Janaína, tão fazendo descontos irregulares em sua folha de pagamento. Em fevereiro, o valor do vale-refeição veio menor do que deveria e até hoje ela não foi reembolsada.

Janaína conta que descontos irregulares já aconteceram outras vezes. Por dois meses, a Orsegups descontou dela um empréstimo consignado em folha de pagamento e que já havia sido quitado. Só conseguiu a grana de volta depois de muito berreiro.

Empresa diz que tá tudo no contrato

Leonardo Donizete, coordenador operacional da Orsegups, alega que trocas frequentes de postos de trabalho são normais. ?Ao serem contratados, eles sabem que não estão sendo contratados para trabalhar em um local fixo. Existe escala de folga, férias e demais imprevistos, e vamos encaixando nosso quadro funcional?, justificou.

Sobre o problema do desconto do vale-refeição, Leonardo deu uma de jundiá ensaboado: ?A empresa não quer nada do funcionário. Se existe o problema, basta procurar o departamento que iremos resolvê-lo, como fizemos com relação ao empréstimo?.

  •  

Deixe uma Resposta