• Postado por Tiago

Diz a vizinhança que os donos da lavação têm as costas quentes na prefa

O pessoal que mora ao redor da lavação de carros Serrão, na rua 600, em Balneário Camboriú, anda de saco cheio com barulheira dos equipamentos usados pra dar um trato nas carangas.?É um barulho infernal, de segunda a domingo?, siqueixa a dona de casa R.T., 30 anos, que tem um apê pertinho da lavação.

R. diz que o problema acontece porque o pessoal da lavação trampa até altas horas e não tá nem aí pro povão que mora por perto. ?Eles trabalham até tarde, às vezes é meia-noite e tão lavando carro ali. Não tem condições nem de conversar dentro de casa?, reclama.

A barulheira rola até nos finais de semana, quando a lavação faz serviço nas carangas da prefa. ?Teve gente que já reclamou e eles deram a entender que têm as costas quentes com a prefeitura. Então a gente vai reclamar pra quem??, questiona a vizinha, indignada.

Intriga da oposição

Márcia Rocha, dona da lavação, estranhou quando soube da queixa da moradora. ?Nunca recebemos esse tipo de reclamação?, garante. Ela jura de mãozinhas postas que não rola trampo à noite por ali. ?Nem teria como, os funcionários saem às 19h. Depois desse horário ninguém trabalha?, afirma.

Pra Márcia, o falatório é intriga da oposição. ?Só pode ser coisa de alguém que não gosta da administração, porque a gente faz serviço pra prefeitura?, lascou.

Como denunciar as sonzeiras

Em Balneário Camboriú, quem se incomoda com barulho perto de casa pode denunciar pra fiscalização da secretaria de Meio Ambiente (Semam). O mandachuva dos fiscais, Arnaldo Mathias, diz que os barnabés pintam no local com um aparelhinho que mede o volume do som, chamado decibelímetro, e verificam a quantas anda a poluição sonora por ali.

Se ficar comprovado que o barulho é exagerado, o responsável ganha alguns dias pra regularizar a situação. ?Se a pessoa não cumprir o que foi determinado, aí sim é aplicada uma multa?, explica. O valor do canetaço vai depender do volume da sonzeira. As denúncias podem ser feitas através dos telefones 3367-7066 e 9911-7788.

  •  

Deixe uma Resposta