• Postado por Tiago

INTERNA-MONTAGEM-GRANDE_10_abre-Praça-e-quadra-poliesportiva-Pedro-Lima---Cidade-Nova_foto-menina-superpoderosa-(4) INTERNA-MONTAGEM-PEQUENA_10_abre-Praça-e-quadra-poliesportiva-Pedro-Lima---Cidade-Nova_foto-menina-superpoderosa-(2)

Esse é o estado dum dos vestiários da quadra da pracinha

A situação tá crítica na praça e quadra poliesportiva Pedro Lima, que fica na avenida Ministro Luiz Gallotti, no Cidade Nova, em Itajaí. O local, inaugurado em outubro de 2007, hoje tá virado num alho. As estruturas detonadas servem pra abrigar os viciadinhos na calada da noite. ?Enquanto não colocarem um vigia, isso aí não vai ter jeito?, reclama o aposentado Olímpio Felix Ramos, 72 anos, morador do bairro.

A quadra de esportes e o campinho de futebol ainda podem ser usados, mas estão com as telas de proteção arrebentadas. A cancha de bocha está com parte do telhado quebrado e, olhando do lado de dentro, se percebe que há tempos não rola um joguinho por lá. Pacotes de bolacha, embalagens de picolé e até pedaços de madeira estão jogados na pista da cancha.

Pra compor o cenário de desolação, a pequena estrutura que antes abrigava os banheiros e vestiários, agora é refúgio dos malacos. Tudo foi depredado. Portas, janelas, fios elétricos e até a privada foram roubados. Sujeira é o que não falta. Além de roupas espalhadas pelo chão, há uma casinha de cachorro, restos de comida, embalagens de camisinha e garrafas vazias de pinga. Sem falar na catinga de mijo, insuportável.

A dona de casa A.M.V.P., 36 anos, é mãe de quatro filhos. Ela lembra que assim que a praça foi inaugurada sua criançada brincava por lá. Hoje não deixa mais. ?Não tem mais como. Isso aqui tá longe de ser uma área de lazer. Até seringa eu já achei jogada no parquinho?, afirma.

O comerciante Alceu Braga dos Santos, 56 anos, relata que já viu de tudo na praça e em plena luz do dia. ?Eu posso ficar a tarde toda aqui falando. Já vi desde tráfico de drogas até putaria?, disse, concluindo que a única solução pro local é policiamento. ?Tem que colocar um policial do GRT ali. Aqueles com cara de bravo, sabe??.

Vai ter vigia na pracinha

Tarcízio Zanelato, secretário de Obras peixeiro, reconhece os problemas na praça. Contou que o telhado da cancha de bocha já foi consertado várias vezes, mas a depredação rola no mesmo dia da reforma. Não dá nem tempo do povão gente boa curtir a cancha.

Mas o abobrão afirmou que o perrengue não vai continuar assim. A prefa tá acertando com uma empresa terceirizada a contratação de vigias pra cuidar da pracinha. Durante o dia, dois funcionários serão responsáveis pela manutenção da estrutura física e, à noite, um guarda patrimonial cuidará do local, assim como nos finais de semana e feriados. ?Vamos fazer uma reforma geral na praça, mas só quando os guardas forem contratados e isso deve acontecer até março?, prometeu Zanelato.

  •  

Deixe uma Resposta