• Postado por Tiago

Uma tragédia marcou a manhã de ontem em Balneário Camboriú. A aposentada Thereza Okada Aoyagi, 75 anos, morreu depois de ser atropelada por uma moto na esquina da Terceira avenida com a rua 2500, no centro. A pobrezinha foi socorrida com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu três horas depois no hospital.

Os bizolhudos de plantão contam que a véinha atravessava a avenida quando rolou a desgraceira. Pelas 9h30, ela estava na faixa de pedestres, mas o sinal verde abriu. Um carango parou pra deixar a mulé cruzar, mas o motora da CG 125, placa MER 6341 (Balneário Camboriú), não teve o mesmo senso de consideração e acabou passando por cima da coitadinha.

Com o choque, a vozinha teve vários ferimentos, um corte profundo no rosto e outro no braço esquerdo e quebrou as costelas, perfurando o pulmão. A senhora foi atendida pelos bombeiros, recebeu os primeiros socorros no meio da avenida e foi levada ao hospital Santa Inês.

Devido à gravidade dos ferimentos, pelas 12h30 de ontem dona Thereza não resistiu e morreu. O corpo foi encaminhado pra perícia do Instituto Médico Legal (IML) de Balneário e liberado à tarde pros familiares. O enterro rola hoje no cemitério da Barra.

Pra polícia militar, o motoqueiro, que não teve o nome divulgado, jurou de pés juntos que não viu dona Tereza. Disse também que estava de olho no sinal verde e nem notou quando a senhora saiu de trás do veículo que estava parado na pista. Testemunhas que estavam no local confirmam a história do motoqueiro.

  •  

Deixe uma Resposta