• Postado por Tiago

zelioprado@yahoo.com.br

Descaso

Resolvi acessar o site do Marcílio Dias e o que vi é de deixar qualquer um chateado pelo descaso com que tratam um meio de comunicação tão importante dentro do clube. As notícias que lá estão são de quando o Marinheiro ainda disputava o campeonato Catarinense e depois a série C do Brasileiro, ou seja, de quando ainda não tínhamos sido rebaixados. Será que depois disto não aconteceu nada de importante no clube? Entendo que sim, pois o presidente foi cassado, tivemos eleição para presidentes do conselho deliberativo e executivo, nova diretoria foi formada, e nada disto foi noticiado. É o que sempre digo: se é para ter site desatualizado, é melhor tirá-lo do ar. Com a palavra o Cau Costa, diretor de marketing.

Atropelo

Conversei com um torcedor do Marcílio Dias, especializado em planejamento, e na opinião dele a nova diretoria do clube está atropelando as coisas, querendo resolver tudo de uma hora pra outra. Entende ele que está faltando planejamento, principalmente para determinar quais as prioridades. Também acredita que o departamento de futebol profissional e a arena Marcílio Dias deveriam ser os últimos assuntos a serem tratados.

Elogios

Conversei com o superintendente da fundação Municipal de Esportes e Lazer de Itajaí, Álvaro Provesi, e ele era só elogios para o comportamento dos atletas do clube Náutico Marcílio Dias, que representaram Itajaí nos jogos abertos, em Chapecó. Pra mim não é novidade, pois não poderia se esperar outro comportamento com o Antonio Augusto como comandante.

Portuguesa

Além da péssima campanha no campeonato Catarinense da Divisão de Acesso, outros problemas continuam a aparecer quase que diariamente na Portuguesa. O último foi uma multa no valor de R$ 11 mil, aplicada pelo Tribunal de Justiça Desportiva, por ter colocado em campo jogadores não inscritos no campeonato juvenil. Isto sem falar dos cerca de R$ 8 mil em inscrições e taxas de arbitragem, dívidas pendentes com aluguel de apartamento, fornecedores e salários dos jogadores, que ainda não foram quitados. Pelo jeito, saiu cara a brincadeira de colocar a Portuguesa no futebol profissional.

Susto

Quase caí da cadeira quando recebi um e-mail enviado pelo presidente do clube Náutico Marcílio Dias, Abelardo Lunardelli, comunicando que o Marlon era o novo diretor de patrimônio do clube. Na hora achei que poderia ser o Marlon Bendini, por isto o motivo do susto. Só que depois veio o esclarecimento, era o Marlon Bellini. Mais uma grande aquisição desta nova diretoria.

Pergunta

Será que já perguntaram para o Euzébio Pereira Neto, o Caloca, o que é que acha do Marlon Bendini ser se auxiliar no departamento de futebol do Marinheiro?

Novidade

Segundo o diretor de futebol do clube Náutico Marcílio Dias, a apresentação e início dos trabalhos no departamento de futebol profissional está marcada para o dia 5 de janeiro, sob o comando do Antonio Augusto. Na oportunidade, também será apresentando o novo gerente de futebol. Trata-se de Jair Boetner, que já trabalhou com o Caloca no Brusque.

Esclarecimento

Conversei com o diretor técnico da fundação Municipal de Esportes de Balneário Camboriú, Mello Filho, e ele me falou que os acontecimentos com os atletas do judô nos jogos abertos, em Chapecó, foram bem diferentes do que foi divulgado. Disse o Mello que os atletas que viajaram foram cinco, e não sete como divulgado. Falou ainda que três participaram dos jogos, um desistiu antes do início das competições e o outro estava acima do peso e foi impedido de lutar. Ainda segundo o Mello, o grande responsável pelos problemas que aconteceram foi o técnico Nilson Borba, o Neném, que abandonou os atletas para ser árbitro das competições. Também garantiu que no retorno todos os atletas foram deixados em suas residências, e que a denúncia foi feita pelo pai de um ex-atleta, que competiu por Florianópolis. Então tá!

  •  

Deixe uma Resposta