• Postado por Tiago

zelioprado@yahoo.com.br

Lançamento

A diretoria do clube Náutico Marcílio Dias está lançando uma camisa comemorativa do Rubro-anil, com os dizeres “Feliz 2010”. O intuito é arrecadar algum dinheiro para quitar o pagamento dos funcionários da base, do departamento administrativo e também para pagar uma dívida de R$ 5900 que a “ex-diretoriazinha” deixou junto à fornecedora de material esportivo do Marinheiro, a Spiller. A camisa, bonita, totalmente diferente do que foi feito até hoje, vai ser vendida por R$ 70 e poderá ser adquirida na secretaria do clube. Estará também sendo lançada uma nova camisa, que será usada como uniforme número dois, que terá o mesmo preço da comemorativa. Os interessados poderão passar na secretaria e deixar reservada a sua camisa, pois o número que será colocado à disposição do torcedores é limitado – apenas 200.

Barroso

Estive visitando o clube Náutico Almirante Barroso e deu pra sentir que não tem tempo ruim com o presidente Selso Bartelt. Apesar do vendaval que causou o maior prejuízo ao clube, Selso e seus comandados foram à luta e hoje tudo já está redondinho no Alvi-verde, inclusive com a cobertura da arquibancada de alvenaria. Isto só demonstra que com trabalho, competência, criatividade e, principalmente, transparência, tudo se consegue.

A volta

Recebi um telefonema do comendador Cídio Sandri, informando que o Éder Seccon, que começou a carreira profissional no Itajaí e passou por grandes equipes do futebol brasileiro, entre elas o São Paulo, está de volta ao futebol. Totalmente recuperado de uma grave enfermidade, ele quer voltar logo a jogar e não descarta a hipótese de que este retorno seja no Marcílio Dias. Com o futebol que joga, poderia ser a primeira grande contratação do Marinheiro para a formação do novo elenco. Vale lembrar que em 1999, atuando pelo Itajaí na segunda divisão, o Éder foi o artilheiro da competição, com mais de 30 gols marcados. Com a palavra o diretor de futebol do Marinheiro, Euzébio Pereira Neto, o Caloca.

Copa SC

O Joinville confirmou o favoritismo, venceu o Metropolitano por 1 a 0 e conquistou a copa Santa Catarina, a vaga para a recopa Sul e, de quebra, garantiu presença na série D do Brasileiro em 2010. Com a conquista, o JEC ficou com a taça que leva o nome do grande desportista Gerd Baggenstoss, que durante muitos anos atuou como médico do Caxias e depois do Joinville.

Arbitragem

Totalmente fora de propósito a atitude do assistente Fernando Lopes, durante o jogo Joinville e Metropolitano. Após reclamação dos atletas do Metropolitano contra a marcação de uma falta, invadiu o campo e agrediu com o cabo da bandeira um jogador do time blumenauense. Se intrometeu num lance que era do árbitro, prejudicando o Metropolitano. Pra piorar, com a revolta, três jogadores de Blumenau receberam cartão amarelo no lance. Tem uma coisa que não entendo. O Fernando Lopes deve ter um padrinho muito forte dentro da comissão de arbitragem porque, mesmo não estando bem, na hora decisiva o homem sempre está lá.

Amador

Num jogo equilibrado, o Escalvados deu um passo importante para conquistar o campeonato da liga Itajaiense de Desportos, ao derrotar fora de casa o Trevo, por 1 a 0. No próximo domingo, o Escalvados joga pelo empate em casa. Caso perca, ainda leva a vantagem de empatar na prorrogação. O grande destaque do jogo foi o árbitro Audilan Richard Sagaz, com uma atuação impecável.

Brasileiro

Deu o esperado. O Flamengo fez a parte dele, venceu e conquistou com merecimento o título. Destaque também para Internacional, São Paulo e Cruzeiro, que conseguiram vaga na Libertadores. Na parte de baixo, os destaques foram Fluminense e Botafogo, que escaparam do rebaixamento, com o Flu derrubando todos os matemáticos. Os destaques negativos foram o Palmeiras, que era favorito ao título e nem chegou à Libertadores, e a torcida do Coritiba, que não soube assimilar o rebaixamento e quebrou tudo. Sobre a grande campanha do Avaí falaremos depois.

  •  

Deixe uma Resposta