• Postado por Tiago

zelioprado@yahoo.com.br

Conversei…

com o ex-presidente do Marcílio Dias, Marlon Bendini, e assim como todo torcedor do Marinheiro ele está indignado com o que aconteceu no clube após a sua gestão. Relembrou a campanha de 2008, quando com dificuldades e tendo ainda contra si toda a “ex-diretoriazinha”, conseguiu colocar o Rubro-anil no campeonato Brasileiro da série C. Relembra também que se não fosse a falta de apoio poderia até ter levado o clube à série B. Segundo ele, o time era bom e só não chegou por falta de dinheiro e devido ao boicote de membros da diretoria, além da falta de apoio por parte do presidente do conselho deliberativo. É, boicotaram o Marlon Bendini, e deu no que deu, dois rebaixamentos em um ano, e a pior diretoria da história do clube.

Fiquei sabendo…

que na festa de lançamento do campeonato Catarinense, o presidente da Associação de Clubes Profissionais de Santa Catarina, João Nilson Zunino, foi todo elogios para o ex-presidente da entidade, Carlos Crispim. Não poderia ser diferente, pois quando esteve no comando da associação, Crispim trabalhou sempre a favor dos outros, tendo inclusive ferrado com o Marinheiro para ficar de bem com eles e com a federação Catarinense de Futebol. Lembram de quando a associação quis cobrar das emissoras de rádio para que elas transmitissem o estadual? A ideia foi dos grandes e da federação. Aí não deu certo e deixaram ele falando sozinho. Sabem de quem foi a ideia de diminuir o número de clubes na primeira divisão? Foi dos grandes. Aí ele, como presidente, aceitou a ideia, e sabem quem se ferrou? O Marcílio Dias, que foi rebaixado. Portanto, foi amigo de todo mundo, agradou a todos, menos o Rubro-anil, que só se ferrou na mão dele.

Reunião

Aconteceu na última terça-feira, a reunião mensal dos conselheiros do Marcílio Dias. E parece que a coisa está começando a mudar. Segundo o conselheiro Roberto Venâncio, com quem conversei, desta vez todos os membros do conselho deliberativo foram convocados para a reunião através do telefone.

Pergunta…

que não quer calar. O que anda fazendo a comissão criada pela prefeitura para tratar de assuntos referentes à construção da Arena Marcílio Dias? Se algum leitor souber de alguma coisa, por favor, me informe.

Bom dinheiro

Em entrevista ao programa Univali Esportes, da TV Univali, o presidente da federação Catarinense de Futebol, Delfim Pádua Peixoto Filho, disse que cada clube participante do campeonato Catarinense vai receber de cota da televisão algo em torno de R$ 300 mil. Uma boa grana. Como a maioria das equipes pequenas vai ter folha de pagamento em torno de R$ 100 mil por mês, os salários estão garantidos.

Orçamento

Na última reunião da diretoria do Marcílio Dias foi solicitado ao diretor de Futebol, Euzébio Pereira Neto, o Caloca, uma previsão para gastos com o departamento de futebol para o ano de 2010. Tudo bem, o orçamento tem que ser feito, agora não adianta fazer como a “ex-diretoriazinha”, que fazia orçamento e depois não cumpria. Lembro que no ano passado tinham feito um baita orçamento, e logo na terceira rodada, quando o Marcílio Dias enfrentou o Figueirense em Itajaí, os salários já estavam atrasados. Aí deu no que deu.

Saiu

No final da tarde de quinta-feira, o presidente da comissão de arbitragem da federação Catarinense de Futebol, Pedro Coelho Ferreira, enviou carta à federação solicitando seu afastamento da presidência em caráter irrevogável. É ruim, pois o Pedro, devido à experiência e conhecimento, sempre foi um grande colaborador e realizou um grande trabalho. Com certeza, muito fez pelos nossos árbitros enquanto esteve à frente da comissão.

Ciúmes

Tem “coleguinha” de imprensa reclamando de que estou sempre bem informado, alegando que recebo informações privilegiadas de dirigentes do Marcílio Dias. Olha amigos, não é nada disto, o motivo pelo qual estou sempre bem informado é que vivo o futebol 24 horas por dia, vou atrás das notícias e trabalho. Por isto estou sempre bem informado. Façam o mesmo.

  •  

Deixe uma Resposta