• Postado por Tiago

zelioprado@yahoo.com.br

Dúvida

As declarações do Toninho Camarão ao DIARINHO nos dão a exata dimensão do que realmente aconteceu dentro do Marcílio Dias, com a “diretoriazinha” que rebaixou o clube duas vezes em 2009. Disse que foi a pior diretoria com quem já trabalhou, e acusa o ex-presidente Carlos Crispim e o ex-diretor de futebol, Clovis Forlin, como as pessoas que destruíram o clube. Disse também que trabalhou e não recebeu o salário, o que não é novidade pra ninguém. Além disso, afirmou que tentou se associar ao clube e eles não deixaram. E quando perguntado se poderia ser presidente do clube, disse que sim, mas que para isto o clube teria que se organizar. Será que os “ex-dirigentezinhos” vão entrar na justiça para processar o Toninho Camarão, como já fizeram com outras pessoas que os criticaram, inclusive este jornalista aqui?

Azedou de vez…

o relacionamento entre o presidente da federação Catarinense de Futebol (FCF), Delfim Pádua Peixoto Filho, e o presidente da liga Itajaiense de Desportos (LID), Miguel Lopes. O motivo seriam as declarações do Miguel Lopes, no programa Univali Esportes, da TV Univali, e Esporte em Debate, da TV Brasil Esperança, sobre rolos na arbitragem catarinense. Disse o presidente da LID que os árbitros para serem escalados teriam que pagar um percentual para uma pessoa que não é ligada nem à federação e nem à comissão de arbitragem. E essa pessoa estaria intercedendo junto ao presidente da FCF para que esses árbitros fossem escalados. O mandatário da federação rechaçou veementemente a acusação e disse que se algo ficar provado, ele renuncia o mandato de presidente.

A retaliação…

por parte da FCF veio na hora. Fiquei sabendo que todos os árbitros federados pertencentes ao quadro da LID foram orientados a se desligarem e se transferirem para a liga de Balneário Camboriú. Que coisa! Ou o Miguel Lopes prova tudo o que falou, ou vai se complicar. Só espero que não sobre para os árbitros.

Que coisa!

Quando escrevi que a tal comissão de vistorias da FCF era mais para aparecer do que para trabalhar fui contestado. Como é que se explica o que aconteceu com a Arena Joinville, que foi liberada pela comissão, e dois dias antes do jogo de estreia foi vetada pela polícia Militar de Joinville? Quem está certo, a comissão ou a polícia Militar de Joinvile? Com a palavra a federação.

Arbitragem

As presenças de Raimundo da Luz Nascimento e Evandro Thiago Bender, na escala de arbitragem da abertura do campeonato Catarinense de 2010, nos dão a esperança de que a prometida renovação na arbitragem de Santa Catarina poderá estar finalmente começando. Deu pra notar que a renovação também está atingindo os assistentes, quase todos novos.

Processos

Fui informado por um dirigente do Marcílio Dias que os processos contra este colunista, o radialista Rubens Menon e o ex-conselheiro do clube Jânio Flavio de Oliveira, movidos pela “ex-diretoriazinha”, foram arquivados, conforme solicitação do departamento jurídico do Marinheiro.

“Animado…

…e com muita esperança, pois vamos provar que o Marcílio Dias, é viável”. Esta foi a declaração do presidente Abelardo Lunardelli, quando o indaguei da atual situação do clube.

Catarinense

Uma primeira rodada sem surpresas, e todos que jogaram em casa venceram. No clássico, o Joinville deu um nó no Criciúma e os 3 a 0 ficaram de bom tamanho para o Tigre, que não viu a cor da bola e vai ter que melhorar muito, pois o time é fraquíssimo. O Atlético de Ibirama venceu a Chapecoense, o Metropolitano derrotou o Juventus, e o Avaí, mesmo jogando com um time reserva, aplicou 3 a 0 no Brusque.

  •  

Deixe uma Resposta