• Postado por Tiago

zelioprado@yahoo.com.br

A pergunta…

… que não quer calar é: O que foi feito daquela comissão montada pela prefeitura e que se reuniria com frequência para tratar dos assuntos referentes à arena Marcilio Dias? Será que sumiu? Se alguém souber de alguma coisa, por favor, informe.

Até onde sei…

…a única proposta viável era a da Cassol que, além da construção da arena, pagaria todas as dívidas do clube, e ainda daria um dinheirinho para tocar o departamento de futebol. Pena que esta proposta condicionava a construção do estádio em outro lugar. Aí é complicado.

Brusque

Conversei com o presidente Danilo Resini, que está pra lá de satisfeito com a contratação do Viola. Disse ele que o objetivo de divulgação do clube foi alcançado, deixando clube e patrocinador satisfeitos. Segundo ele, o valor da transação foi de R$ 120 mil, com o jogador ficando no clube até o final do Catarinense, tudo bancado pelo patrocinador. Ainda tem a possibilidade, caso o Brusque se classifique para uma competição nacional, da permanência do atleta.

Equilibradas

As receitas e as despesas estão equilibradas no Brusque, com arrecadação em torno de R$ 200 mil por mês. A folha do elenco e da comissão técnica gira em torno de R$ 120 mil por mês, e mais R$ 70 mil, com outras obrigações. Tudo bem, tudo redondinho, só que com toda esta arrecadação poderiam montar um time melhor, pois o atual é muito fraco.

Chapecoense

Apesar da campanha do time este ano estar abaixo do esperado, a conquista do título de 2008, e o vice-campeonato em 2009, continuam rendendo dividendos. Fiquei sabendo que a situação financeira está sob controle, as dívidas trabalhistas foram pagas em grande parte e o saldo negociado. Além disso, a maior dívida, que era a referente ao INSS, foi renegociada, o que afastou os oficiais de justiça do estádio nos dias de jogos. O número de sócios aumentou consideravelmente e os patrocinadores apareceram. Agora o clube arrecada mais do que gasta e o time está viajando de avião para cumprir seus compromissos fora de Chapecó.

É triste…

…ver todo mundo se ajeitando e só nós aqui seguirmos parados, sem saber o que vai acontecer. E tudo por culpa de uns incompetentes que quebraram o Marcílio Dias.

Fiasco

Foi o que aconteceu antes do jogo Chapecoense e Brusque, durante a execução do hino nacional. Times e arbitragem perfilados, o hino sendo executado e a torcida organizada da Chapecoense na maior balburdia. Inclusive fazendo xingamentos numa total falta de respeito. É o que sempre digo: se é pra não respeitarem, e a grande maioria não respeita, é melhor acabar logo com isto.

E agora?

Com Viola e jogando um péssimo futebol, o Brusque foi derrotado em casa pelo Joinvile, tomando um vareio de bola. Sem Viola, foi a Chapecó, deu um banho na Chapecoense e venceu o jogo. Cuidado Viola, senão em breve podem chegar à conclusão de que você não faz falta.

  •  

Deixe uma Resposta