• Postado por Tiago

Vergonha

Coisa de bandido. Foi assim que se portaram os jogadores da categoria sub-18 do Corintians, no Campeonato Mundial em Madrid. Após sofrerem o segundo gol, já nos acréscimos, partiram para cima dos jogadores do Real Madrid e os agrediram covardemente. Um fato lamentável, que só envergonhou o futebol brasileiro. A punição foi exemplar: o time corintiano foi expulso da competição. Só resta uma alternativa, punir severamente os culpados aqui no Brasil.

Boicote sem fim

Continua o boicote à imprensa esportiva de Itajaí por parte dos “dirigentezinhos” do Clube Náutico Marcílio Dias. Desta vez, esses “iluminados” impediram que um funcionário do clube fosse entrevistado no programa Uni Sport, da TV Univali. São mesmo uns incompetentes, pois fazem tudo errado e não querem que a imprensa os critique. O Marcílio Dias não merece ser comandado por essa gente.

Brasileiro

Tá feia a coisa para os nossos representantes dentro do Brasileirão. Na série B, o Figueirense, depois de um bom começo, não ganhou de mais ninguém e as duas derrotas dentro de casa podem complicar lá na frente. Mas por enquanto, em termos de rebaixamento, a coisa ainda está sob controle. Já o Avaí tem sua situação mais complicada, pois ainda não venceu e os pontos perdidos nos empates na Ressacada podem fazer muita falta lá na frente. A situação está ficando cada vez mais difícil, pois já entrou na zona de rebaixamento. Para complicar ainda mais, os dois jogam fora no próximo fim de semana: o Figueirense vai a Goiás enfrentar o Atlético/GO, enquanto que o Avaí vai a São Paulo jogar contra o Barueri. Duas pedreiras.

Quem é melhor?

Uma pergunta, no mínimo, interessante me foi dirigida no programa de esportes da rádio Clube Bandeirantes por um ouvinte, torcedor do Clube Náutico Marcílio Dias. Quem mais entende de futebol, o Clovis Forlin ou o Egon da Rosa? Se for analisado só o lado do futebol, sem dúvida o Egon da Rosa conhece mais. Além de não ter a cara de pau de culpar a imprensa pelos insucessos do time.

Coisa de louco

Conversei com o diretor técnico da fundação de esportes de Balneário Camboriú, Mello Filho, e perguntei se o Navegantes vai mesmo mandar os seus jogos pelo Catarinense da Divisão Especial no estádio das Nações, em Balneário Camboriú. A resposta foi curta e grossa: “Não”. Aí perguntei como não, se até vistoria no estádio já foram feitas pela Federação Catarinense de Futebol. A resposta foi a mesma: “Aqui ninguém sabe de nada”. Que coisa!

Abraços

Ao Adilson e a sua espora Daniela, leitores assíduos da coluna e do nosso DIARINHO, membros da torcida Raça Cílio e torcedores fanáticos do Clube Náutico Marcílio Dias. Como todo bom marcilista, estão indignados com o que essa “diretoriazinha” vem fazendo com o nosso Marinheiro.

Seleção

Depois da goleada e quebra de tabu diante do Uruguai, agora é a vez do Paraguai, com o Brasil em busca da confirmação da liderança. Um jogo perigoso, pois vai enfrentar uma equipe que sempre complica quando atua diante dos brasileiros. Mas se a seleção brasileira repetir o futebol apresentado diante dos uruguaios – que se não foi brilhante, deu para o gasto –, e pelo jogo ser no Brasil, acredito em mais uma vitória brasileira. É aquilo que sempre falo e escrevo. Classificar nós vamos, até com facilidade. O negócio vai ser depois na Copa do Mundo.

Salários

A revista Placar publicou a relação dos jogadores com maior salário no futebol brasileiro e tem cada absurdo. Como não poderia deixar de ser, Ronaldo é quem mais ganha, aproximadamente R$ 1,1 milhão. Até aí tudo bem, como com o Adriano, que vem logo a seguir com R$ 500 mil. Mas tem cada absurdo. O maior deles é o Souza, do Corinthians, que recebe nada mais nada menos do que R$ 280 mil mês.

  •  

Deixe uma Resposta