• Postado por Tiago

Coisa de louco…

…o que estão fazendo com o Clube Náutico Marcílio Dias. É uma sacanagem! Estão desrespeitando a toda hora um dos clubes mais tradicionais do futebol catarinense. Essa de jogar em Criciúma contra o Brasil é o fim e só vai beneficiar o adversário do Marinheiro, pois ficará mais perto de Pelotas. Outro absurdo é que marcaram o jogo para o estádio de um clube que tem interesse direto na derrota do Marcílio. Aí eu pergunto: Onde estão os dirigentes nesta hora? Onde está a Federação Catarinense de Futebol para defender o seu filiado? Ninguém se mexe e mais uma vez quem se ferra é o clube.

Pensando bem

Só faltou levarem o jogo Marcílio Dias x Brasil de Pelotas para o Rio Grande do Sul. Enquanto isto, os “dirigentezinhos” do Marinheiro, mais preocupados em brigar com a imprensa do que defender os interesses do clube, aceitam tudo passivamente.

E tem mais

Fiquei sabendo que o departamento técnico da CBF deu outra opção de estádio para o Marcílio jogar contra o Brasil, sabe onde? Chapecó. Mas como a grana é pouca e uma viagem a Chapecó custa caro, o negócio foi engolir e jogar em Criciúma.

Por tabela

O presidente do Marcílio Dias, Carlos Crispim, chamou o chefe de gabinete do prefeito Jandir Bellini, Edison D’Avila, de mentiroso por tabela. Quando foi liberado o dinheiro da prefeitura, o chefe de gabinete afirmou em entrevista ao DIARINHO que era para pagar salários, conforme solicitação do presidente do clube. E entre acreditar no Edison D’Avila e no Carlos Crispim, sou muito mais o chefe de gabinete.

Esqueceu

O presidente do Marcílio Dias esquece fácil das coisas ou tem memória fraca. Só para lembrar, em 2006, quando todos o abandonaram, inclusive o atual diretor de futebol Clóvis Forlin, que só vivia falando mal dele, foi o Jânio Flávio de Oliveira que pegou junto com ele o clube, montando um time que ganhou a divisão especial e colocou o Marinheiro na série C do Brasileiro. E agora fala em processar o Jânio, é mesmo um ingrato!

Golpe

É o que está tentando dar a diretoria executiva – “dirigentezinhos” – com a tentativa de aprovar na marra e por debaixo dos panos as contas furadas da atual administração. A começar pelo prazo de apenas quatro dias para analisar toda a documentação, sem falar na ameaça de expulsão de membros do conselho fiscal, com o intuito de intimidá-los. Uma coisa é certa, se o conselho deliberativo seguir o estatuto do clube e o parecer do conselho fiscal, certamente o torcedor do Marinheiro ficará livre desta gente. Agora, o mais triste é que todos estes episódios deprimentes têm o amém do presidente do conselho deliberativo, Aldo Correa.

Bagunça

É só assim que dá para definir o que está acontecendo dentro do Clube Náutico Marcílio Dias, com as lambanças dos “dirigentezinhos”. Fizeram um edital de convocação para a reunião do conselho deliberativo com duas datas diferentes. No jornal está marcada para o dia 22 de julho, enquanto que no site do clube o dia marcado é 21 de julho. Será erro ou má fé? Será que querem afastar da reunião os conselheiros que não concordam com as lambanças? Desde já convoco a torcida marcilista para que compareça à reunião. Como precaução não custa nada, é bom dar uma chegadinha por lá já na terça-feira, pois o desespero é grande e qualquer coisa pode acontecer.

Expulsão

Estão falando no absurdo de expulsar o Jânio Flávio de Oliveira do conselho deliberativo do Marcílio Dias, pois alegam que ele falou demais, o que não é verdade. Daí eu pergunto: E como é que fica a situação do presidente executivo Carlos Crispim, réu confesso no rolo dos contratos de aluguel. Também vai ser punido? Enquanto tiver o Aldo Correa por lá para protegê-lo vai ser difícil. Quem vai acabar se ferrando mesmo é o Jânio.

E outra

Recebi uma ligação de uma pessoa ligada à prefeitura de Itajaí, alertando sobre a entrevista do presidente do Clube Náutico Marcílio Dias, em que ele declara que o dinheiro liberado pela prefeitura foi gasto com alimentação da base e do time profissional. Segundo esta pessoa, tal dinheiro que foi para a Associação Amigos do Marcílio Dias era para as categorias de base e seu principal objetivo seria a compra de material esportivo e pagamento de dívidas do departamento amador. Quero ver a prestação de contas, com certeza virá furada como sempre.

  •  

Deixe uma Resposta