• Postado por Tiago

Triste

Conversei com o ex-dirigente do Clube Náutico Marcílio Dias, o Marinho Sandri, e como todo torcedor ele também está indignado e triste com tudo o que está acontecendo com o nosso Marinheiro, principalmente com a situação financeira, os desmandos da “diretoriazinha” e o rebaixamento do clube. Lembrou que em 1992, quando a situação financeira era feia, ele o Sílvio Sandri, com o Cídio Sandri à frente, assumiram, sanearam as finanças e montaram um baita time. Depois vieram outras administrações e acabaram com tudo. Do jeito que a situação está, só gente de prestígio poderia salvar o clube. No meu entendimento, gente do nível moral como o Marinho, Sílvio, Cídio e tantos outros marcilistas de coração, que poderiam fazer a diferença. Infelizmente, estes “ditadores” se instalaram no clube e todos do bem se afastaram. Que saudades desta gente séria que comandava o nosso Marinheiro. Nós éramos feliz e não sabíamos.

É hoje

Será nesta quarta-feira a reunião do conselho deliberativo do Marcílio Dias, que deve votar o parecer do conselho fiscal sobre as contas da atual administração do clube. Pelo que apurei, tem coisa feia. Se os conselheiros não se deixarem engabelar pelo presidente do conselho deliberativo, poderemos ter novidades.

E tem mais

Com tudo isto que está acontecendo, é de estranhar o comportamento da torcida, principalmente da Fúria Marcilista, que parece já ter se conformado com toda esta lambança. Espero que hoje, rebaixado ou não, eles compareçam ao estádio para protestar contra a “diretoriazinha”, mas sempre de forma pacifica e ordeira.

Que coisa!

A coisa está cada vez pior no Marcílio Dias. Rebaixamento atrás de rebaixamento e estes “dirigentezinhos”, ao invés de se preocuparem com o time, estão com as atenções voltadas para o que a imprensa está falando ou escrevendo. Esta de querer pedir fitas de programa da rádio Clube Bandeirantes com mais de quatro meses de atraso é de lascar. Nem o prazo para solicitar uma gravação eles conhecem. Meu Deus, que incompetentes!

Não é verdade

Alguns jogadores do Marcílio Dias, que logicamente não podem se identificar, me confidenciaram que as declarações do presidente Carlos Crispim, de que os salários estão em dia, não é verdade. Têm alguns até que disputaram o Catarinense e ainda estão com cheques cancelados em mãos.

Revoltado

Recebo telefonema do conselheiro do Marcílio Dias, Paulo Alexandre, se dizendo triste e revoltado com tudo o que está acontecendo no clube e também com os desmandos da “diretoriazinha” marcilista. Será que vão querer também expulsar o Paulo Alexandre do conselho, por ter dado a sua opinião? Até pode, pois destes “dirigentezinhos” acobertados pelo presidente do conselho pode se esperar tudo.

Amador

Assisti no último domingo o jogo entre Independente e Costa R2, pela Copa Primavera. Um baita jogo, que teve como vencedor, de virada, o Costa R2 (2 a 1). Destaque para o jogador Maicon, do Costa R2, que desequilibrou. O Maicon é de Itajaí e joga nas categorias de base do Joinvile. É mais um que, por causa da falta de apoio, foi embora. A esperança é que, com atual trabalho do Abelardo Lunardelli e de sua equipe, estas revelações sejam aproveitadas no Marcílio Dias.

Fiquei sabendo…

…que a tal interdição da vigilância sanitária no estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul, foi lorota. O Juventus é que teria batido o pé e forjado a situação para não emprestar o campo para o Marcílio Dias. Se a federação catarinense agir com rigor pede o tal laudo e interdita o João Marcato para os jogos da divisão especial. Falta coragem e duvido que isto aconteça.

  •  

Uma Resposta to “Zélio Prado: Linha de Fogo”

  1. mignon Diz:

    Prezado Zélio, mesmo estando fora de Itajaí, acompanho pelo”Macriado”e sempre que possível vou ao Estádio assistir os jogos do Marinheiro. É melancólico ver o que fizeram do nosso time. Se estes arremedos de dirigentes tivessem um pingo de vergonha, eles não sairiam só do Marcílio… Saíriam de Itajaí.

    Um abraço

    Sinval
    São Francisco do Sul.

Deixe uma Resposta