• Postado por Tiago

zelioprado@yahoo.com.br

Quase certo

Parece que a coisa começa a se definir quando o assunto é quem vai assumir o Clube Náutico Marcílio Dias. Numa reunião que aconteceu na última segunda-feira, onde estiveram presentes os possíveis candidatos Graciliano Rodrigues, Maury Werner e Abelardo Lunardelli, foi solicitado ao atual presidente Carlos Crispim que apresente até a próxima semana um levantamento da situação financeira do clube. Depois, esse pessoal vai se reunir na terça-feira, quando o nome do presidente-tampão deverá ser anunciado. Outro que também deve fazer parte desta nova diretoria é Gelcir Bellini, o Pirão, que já confirmou presença na reunião de terça. Também ficou acertado que o candidato a presidente do conselho deliberativo será o Denísio Dolásio Baixo. As eleições serão em outubro e quem for eleito presidente do clube vai cumprir um mandato-tampão, até outubro de 2010.

E tem mais

Pelo que deu para sentir em conversa com os possíveis candidatos, acho que o nome do Abelardo Lunardelli é o mais forte. Ele tem tudo para ser o novo presidente do clube. Uma boa, pois tem competência, prestígio e o que é mais importante, chega com força total. Certamente vai unir todos em torno da recuperação do Cube Náutico Marcílio Dias. Pela primeira vez, em muitos anos, teremos um nome novo comandando o Marinheiro.

Vantagem

Com a possível chegada do Abelardo Lunardelli à presidência, com certeza o trabalho de base, muito importante neste momento, será colocado em primeiro plano, já pensando na formação do time para o próximo ano. Como só volta a jogar no segundo semestre de 2010 e vai disputar duas competições simultaneamente, divisão especial do Catarinense e série D do Brasileiro, a formação de uma base com bons jogadores jovens será muito importante.

Destaque…

…para o trabalho desenvolvido nos bastidores pelo advogado Denísio Dolásio Baixo, tentando um acordo para uma saída menos traumática dos atuais dirigentes, e participando ativamente da formação da nova diretoria. Certamente, se eleito presidente do conselho deliberativo, será um elo importante entre os conselheiros e a nova diretoria, coisa que faltou no clube nas últimas administrações.

Não gostou

Fiquei sabendo que o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfim Pádua Peixoto Filho, não gostou das declarações do técnico Ronaldo Alfredo. O técnico disse, em entrevista ao nosso DIARINHO, que enquanto as outras federações ajudam os clubes, citando a gaúcha, a catarinense nada faz. Não concordo, pois entendo que a função da federação é organizar o campeonato, coisa que tem feito até com competência. Quanto ao fraco nível técnico e à falência dos clubes, é culpa exclusiva dos maus dirigentes. Agora, Ronaldo acertou em cheio quando disse que a falta de dinheiro foi fundamental para as quedas do Marinheiro em 2009.

Projeto

Gostaria de saber onde está o tal projeto da Arena Marcílio Dias, elaborado pela Mega e que, segundo me falou outro dia o Adiel Truppel, a prefeitura de Itajaí pagou R$ 200 mil, na administração do Volnei Morastoni. Deve estar na farmácia do Aldo ou dentro de uma pasta no carro do Crispim ou do Clóvis.

Coisa feia

Depois de uma bonita festa na parte da manhã, quando Trevo e Escalvados empataram na abertura do campeonato amador da liga de Itajaí, à tarde, no mesmo local, o pau quebrou entre torcedores em outro jogo, e até tiro de borracha rolou. Não fosse a forte intervenção da polícia, a coisa poderia ter sido pior. Vale ressaltar que tudo aconteceu fora de campo.

Brasileiro

Hoje tem Avaí e Atlético/MG no Mineirão. Um grande jogo, onde o nosso representante tenta manter a invencibilidade de nove jogos, se aproximar cada vez mais do G4 e se firmar na zona de classificação da Sul-americana. Já no domingo é casa cheia, pois vem aí o Flamengo. Já o Figueirense recebe amanhã o São Caetano, num jogo que, em caso de vitória, pode levá-lo de volta ao G4.

  •  

Deixe uma Resposta